• Mulher
  • Homem
  • Mamã e Bebé
  • Espaço Animal
Click for more products.
No produts were found.

Pele atópica: descubra quais as causas, sintomas e os cuidados essenciais a ter

Dermocosmética

A pele atópica é um sintoma da dermatite atópica, uma doença crónica, que deixa a pele seca e inflamada, provocando muito prurido e, até, lesões. É uma condição que pode ser incapacitante, uma vez que agrava com o suor ou a desidratação, deixando marcas profundas na pele e na autoestima, podendo levar a situações mais extremas, como ansiedade ou depressão. Neste artigo, esclarecemos quais são as causas, os sintomas e quais os os cuidados a ter com a pele atópica

O que é a pele atópica?

A pele atópica é uma característica da dermatite atópica, uma doença inflamatória crónica da pele, não contagiosa, que costuma surgir na infância. Neste tipo de pele, a função de barreira dos tecidos cutâneos não funciona de forma adequada, desencadeando reações alérgicas.

Com o escudo de proteção da pele debilitado, a água que está no organismo atravessa com facilidade a epiderme - a camada superficial dos tecidos cutâneos -, evapora e deixa a pele seca e desidratada. Como consequência, tudo o que está no exterior penetra com facilidade, desencadeando uma reação agressiva.

Atualmente, cerca de 10% a 20% das crianças, com especial incidência nas zonas urbanas, têm esta patologia. Na maioria dos casos, os sintomas diminuem com a idade, podendo dar-se o desaparecimento completo dos sintomas e lesões ainda antes da puberdade. Mantendo-se a doença, habitualmente varia entre períodos de mais ou menos gravidade.

Quais são as causas da pele atópica?

Regra geral, a dermatite atópica resulta de uma predisposição genética hereditária, associada a condições como asma, eczema ou rinite alérgica. Contudo, um indivíduo pode ter asma ou rinite, mas não ter pele atópica, e vice-versa.

Segundo Cristina Lopes Abreu, professora na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, numa entrevista à Notícias Magazine, a pele atópica costuma ser “a primeira manifestação de doença alérgica precedendo o aparecimento de rinite ou asma. Pode coexistir com a alergia alimentar, essencialmente, na idade pediátrica”.

O mau funcionamento do sistema imunológico, uma menor exposição a microrganismos protetores que existem no solo das áreas verdes e rurais, o stress, a poluição, o fumo do tabaco, e as alergias alimentares podem agravar esta condição.

Quais são os sintomas de pele atópica?

A pele atópica pode surgir em diferentes partes do corpo, especialmente em áreas móveis e onde há mais suor, mas a localização varia de acordo com a idade. Até aos 3 anos, é mais frequente na zona da fralda, na infância afeta os membros, sobretudo, nas dobras da pele.

Na idade adulta, as lesões são mais comuns nas mãos, pés, cervical e zonas flexíveis do corpo. As crises da pele atópica podem ser suaves, moderadas ou graves e são caracterizadas por:

  • Pele seca

  • Pele muito espessa

  • Prurido cutâneo

  • Descamação da pele

  • Sensação de ardor

  • Erupções avermelhadas (pápulas e vesículas)

  • Exsudação e formação de crosta

  • Inflamação da pele

  • Alterações na cor da pele (pele mais clara ou escura do que o seu tom normal)

Quais são os cuidados a ter com uma pele atópica?

É preciso ter cuidados redobrados com o vestuário, higiene e hidratação interna e externa do organismo. Para prevenir crises e atenuar os efeitos dos sintomas, eis os cuidados a ter:

  • Os cuidados com a pele têm de ser diários e contínuos

  • Evite banhos quentes e prolongados

  • Prefira duches com água fria ou morna

  • No banho, não use produtos com sabão ou que façam muita espuma

  • Use gel de banho dermatológico de pH neutro, sem sabão nem perfume

  • Em caso de prurido, não coce a pele, aplique água termal para acalmar a comichão

  • Privilegie o uso de roupa de algodão

  • A roupa de casa, como toalhas ou lençóis, também deve ser de fibras naturais

  • Evite tecidos de fibras sintéticas e de lã

  • Não se agasalhe em demasia

  • Na lavagem, enxágue bem a roupa para eliminar todos os restos de detergente

  • Aplique, duas vezes por dia, um hidratante adequado para o seu tipo de pele

  • Quando encontrar um produto amigo da sua pele, mantenha-o - não mude de produtos para poupar a pele à exposição a muitos químicos

  • Evite o uso de substâncias irritantes (produtos de limpeza, desinfetantes ou sabões comuns, etc.)

  • Tenha as unhas bem cortadas para prevenir lesões ao coçar

  • Mantenha a casa arejada, afastando a presença de aeroalérgenos

  • Evite ter tapetes, cortinas, alcatifas e outros que levem à retenção de ácaros

  • Os anti-histamínicos podem controlar o prurido; fale com o seu médico

  • A hidratação começa por dentro: beba, pelo menos, 1,5 litros de água por dia

Não há cura para a pele atópica, no entanto, foram desenvolvidos produtos de banho e hidratantes, com corticoides e outros compostos semelhantes, que desinflamam e permitem restaurar a barreira da pele, aliviando os sintomas.

Reforçamos que é crucial hidratar a sua pele várias vezes ao dia, para evitar o agravamento dos sintomas. Fale com o seu dermatologista ou farmacêutico, para encontrar os produtos mais adequados ao seu caso.